Fisioterapia para Cães

Um tipo de tratamento cada vez mais usado para melhorar a mobilidade e a qualidade de vida é a fisioterapia. Mas pouca gente conhece as suas aplicações para cães.

O que é fisioterapia?

A fisioterapia é um tipo de tratamento que emprega agentes físicos (água, frio, calor, eletricidade), massagens e exercícios  para promover, manter ou restaurar o bem-estar físico, psicológico e social. Quando aplicada corretamente, a fisioterapia ajuda a aliviar a dor, a recuperar movimentos, prevenir perda muscular, agilizar a recuperação pós-cirúrgica ou após lesões, e prevenir complicações diversas.

Como funciona?

A fisioterapia combina diferentes estratégias de tratamento, tais como:

  • Movimentação de articulações e tecidos moles;
  • Massagens;
  • Alongamentos;
  • Atividades de fortalecimento;
  • Reeducação postural e funcional;
  • Eletroterapia e laserterapia;
  • Aplicação de frio e/ou calor;
  • Hidroterapia

Em que casos é indicada?

A fisioterapia pode ser indicada para inúmeras situações. No caso de cães, algumas das indicações mais comuns são:

  • Lesões em ossos, músculos, tendões ou ligamentos;
  • Problemas articulares (artrite, artrose, dificuldades de movimentação);
  • Displasia coxofemoral e displasia de cotovelo;
  • Recuperação pós-cirúrgica (cirurgias de ligamentos, descompressão da medula, amputação de membros, etc.);
  • Problemas neurológicos: hérnia de disco, mielopatias, neuropatias, etc.;
  • Controle de peso e obesidade;
  • Diminuição do desempenho de cães atletas;
  • Diminuição da mobilidade em cães idosos.

O tratamento deve ser iniciado a o quanto antes possível, assim que for feito o diagnóstico da doença ou do problema que acomete o cão.

Quais são as vantagens?

Uma das grandes vantagens da fisioterapia é a redução natural da dor, de tal modo que se torna possível diminuir o uso de medicamentos analgésicos – e, consequentemente, evitar os seus efeitos adversos.

As diversas modalidades de fisioterapia melhoram a qualidade e até mesmo a expectativa de vida dos cães.
Imagem: Animal Wellness Guide

Ela também torna mais rápida a recuperação de pacientes que tenham sofrido lesões ou passado por cirurgias, ao mesmo tempo em que previne a atrofia muscular. Com o uso deste tipo de tratamento, torna-se possível regenerar articulações danificadas pela artrose, recuperar ou melhorar a mobilidade do cão, e, em alguns casos, pode até mesmo evitar que o animal precise passar por uma cirurgia (cães com hérnia de disco, por exemplo).

Onde faço?

Para que o seu cão seja submetido à fisioterapia, será necessário o acompanhamento de um profissional especializado. Peça a indicação de um profissional da sua cidade ao seu médico veterinário.

Autora: Bárbara Gomiero

Formada em Medicina Veterinária pela UFPR em 2006, especialista em Clínica de Pequenos Animais. Apaixonada por cães, tem um amor especial pelos cães idosos, e trabalha para levar conhecimento e informação aos seus tutores, para que esses sejam capazes de proporcionar uma excelente qualidade de vida nessa fase tão delicada de seus cãezinhos.