Que delícia de gelatina! - Meu Cão Velhinho

Que delícia de gelatina!

Você sabia que a gelatina pode ser um ótimo petisco para o seu cão, e ainda pode ajudar a melhorar a saúde e bem estar dele? Recomendada especialmente para cães com epilepsia e doenças articulares, a gelatina pode até mesmo ajudar a prevenir (ou atrasar) a ocorrência de artrite, se introduzida na dieta do cão desde cedo.

Na natureza, os cães selvagens consomem este tipo de alimento quando comem a pele, tendões, e cartilagens de suas presas. A gelatina pode acrescentar uma quantidade importante de proteínas à dieta do seu cão, e as suas propriedades antiinflamatórias ajudam a proteger o cérebro e diminuir a ocorrência de crises convulsivas.

Cão com bandeja de gelatina

Imagem meramente ilustrativa.
Fonte: Your Dog Plus

COMO USAR?

A gelatina recomendada é aquela natural, sem sabor e sem açúcar. Você pode adicioná-la diretamente à ração do seu cão algumas vezes na semana, sem precisar diluir, nas seguintes proporções:

  • Cães até 5 Kg: 1 colher de café 2 vezes ao dia

  • Cães entre 5 e 12 Kg: 1,5 colher de chá duas vezes ao dia

  • Cães de 12 a 25 Kg: 3 colheres de chá duas vezes ao dia

  • Cães de 25 a 36 Kg: 6 colheres de chá duas vezes ao dia

  • Cães de 36 a 50 Kg: 3 colheres de sopa duas vezes ao dia

Apesar de não precisar diluir, é interessante misturar a gelatina a algum alimento úmido, já que ela não se mistura bem à ração seca. Pode ser adicionada à dieta caseira, queijo cottage, ricota, ou iogurte, por exemplo.

Outra opção, ainda, é preparar um delicioso petisco de gelatina para o seu peludo:

RECEITINHA

Ingredientes:

  • ½ xícara de gelatina sem sabor, sem açúcar e sem adoçantes;

  • ½ xícara de caldo de carne natural frio (dica: ferva um pouco de carne até saturar a água com o sabor da carne e use este caldo frio);

  • 1 ½ xícara de líquido fervendo (pode ser água, ou o mesmo caldo acima);

Modo de preparo:

Coloque a gelatina em uma cuba de vidro, adicione o líquido frio, e aguarde 1 minuto para amolecer. Despeje o líquido fervente sobre a gelatina amolecida, e mexa até a gelatina se dissolver completamente. Se quiser um petisco mais firme, adicione mais gelatina. Coloque esta mistura numa forma de 20 x 25cm, e leve à geladeira para endurecer. Quando já estiver durinha, corte em pedacinhos proporcionais ao tamanho do seu cão e ofereça alguns por dia. Conserve em geladeira.

TEM CONTRA-INDICAÇÕES?

A gelatina não é recomendada para cães com insuficiência renal ou outros em dieta com restrição de proteínas, e também para aqueles com alergias alimentares à proteína bovina. Se não tiver certeza, pergunte ao seu veterinário.

Créditos ao Cachorro Verde e Canine Epilepsy Guardian Angels.

Autora: Bárbara Gomiero

Formada em Medicina Veterinária pela UFPR em 2006, especialista em Clínica de Pequenos Animais. Apaixonada por cães, tem um amor especial pelos cães idosos, e trabalha para levar conhecimento e informação aos seus tutores, para que esses sejam capazes de proporcionar uma excelente qualidade de vida nessa fase tão delicada de seus cãezinhos.

Comments are closed