A dieta dos nefropatas - Meu Cão Velhinho

A dieta dos nefropatas

Parte importante do manejo do paciente com insuficiência renal crônica ( nefropata  ) são os cuidados com a dieta.

A dieta diferenciada destes pacientes visa a prevenir ou amenizar os sinais da uremia (quando o paciente fica intoxicado, devido ao mau funcionamento dos rins), minimizar os aumentos ou diminuições de minerais no sangue, deter ou retardar a progressão da insuficiência renal crônica, e, claro: manter a nutrição adequada.

poodle tomando soro - nefropata

Idealmente, a dieta deve ser individualizada, com base nas alterações que o veterinário encontrar durante os exames clínicos e laboratoriais. No caso da insuficiência renal crônica, é importante reduzir o consumo de proteínas (apenas reduzir, mas não eliminar), repor vitaminas e cálcio, e prevenir o acúmulo de fósforo e de sódio no sangue, além de manter o potássio em níveis aceitáveis. Vamos entender?

  • As proteínas, ainda que essenciais para o bom funcionamento do organismo, deixam resíduos após serem “processadas”. Estes resíduos são a uréia e a creatinina. Os nomes parecem familiares? Quem tem um cãozinho com insuficiência renal em casa sabe que o veterinário fica sempre atento a estes dois itens quando pede exames de sangue. É porque, quando os rins não funcionam direito, eles não conseguem eliminar estas substâncias como deveriam. Quando elas aparecem aumentadas no exame de sangue, temos o que chamamos de azotemia. A azotemia causa diversos sinais nos animais, como vômito, anorexia, depressão, úlceras, e até mesmo problemas neurológicos – a este conjunto de sinais, quando causados pela azotemia, chamamos deuremia. Um cão pode ter azotemia sem estar com uremia. Este é um paciente que está sob controle. O que procuramos, ao diminuir a quantidade de proteínas na dieta, é fazer com que menos destes resíduos fiquem acumulados no sangue. Assim, teremos pacientes nefropatas com exames próximos dos normais, e com menores chances de entrar em uremia. É essencial que a proteína oferecida a estes pacientes seja de alta qualidade, para que possa haver o máximo aproveitamento deste nutriente.

o   Observação importante: o alto nível de proteínas na dieta de um cão saudável não prejudica os rins!

  • O cálcio, o fósforo, e as vitaminas são substâncias muito importantes para qualquer ser vivo. Mas é essencial que estejam nos níveis corretos. Um cão que esteja com IRC (insuficiência renal crônica) perde muitas vitaminas e cálcio na urina. De forma bem simplificada, o nosso organismo costuma sempre tentar equilibrar os níveis de cálcio e de fósforo entre si. Por conta disso, quando há muita perda de cálcio, os níveis de fósforo tendem a ficar demasiadamente elevados. Isso faz com que os ossos sejam desmineralizados, tornando-se mais frágeis, e podem se formar depósitos de minerais em tecidos moles – como no coração, fígado, e outros órgãos vitais. Para controlar este problema, além de uma suplementação alimentar bem cuidadosa, costumam-se utilizar os chamados quelantes, que são medicamentos que reduzem a absorção de fósforo (dos alimentos) pelo intestino. Isso ajuda a manter os níveis de fósforo dentro da normalidade.
  •  O sódio é essencial para o controle da pressão sanguínea, e da pressão osmótica dentro dos vasos. Os pacientes com IRC não conseguem eliminar a quantidade correta de sódio, de modo que este fica acumulado. Isso faz com que a pressão sanguínea fique elevada (o que é prejudicial principalmente aos pacientes com problemas cardíacos, que podem entrar em crise cardíaca) e que ocorra desidratação tecidual (a água passa dos tecidos – por exemplo, dos músculos e do cérebro para os vasos sanguíneos). Quando os tecidos ficam desidratados, eles podem sofrer sérios danos. No caso do cérebro, por exemplo, o animal pode apresentar problemas neurológicos – inclusive convulsões e morte. Para prevenir estes problemas, o cão deve ser mantido sempre bem hidratado, e a sua dieta deve ter reduzidos níveis de sódio.

Tábua com legumes

 

o   Importante observar que os níveis de sódio devem ser apenas reduzidos, mas não excluídos da dieta. Uma dieta completamente sem sódio, além de ser pouco atrativa para o animal, pode fazer com que a pressão sanguínea caia demais. A pressão muito baixa causa ainda mais danos renais, podendo levar o paciente a entrar em crise urêmica.

  • O potássio pode estar em níveis aumentados ou diminuídos. Nos pacientes que tomam certas medicações diuréticas ou anti-hipertensivas, pode haver grande perda de potássio pela urina.  Se o potássio atingir níveis muito baixos, o cão entrará em anorexia, e pode não voltar a se alimentar voluntariamente até que isso seja corrigido. O nível de potássio aumentado também é perigoso, mas apenas ocorre nestes pacientes quando estão em estágios muito avançados de insuficiência renal, se estiverem em acidose, ou se entrarem em insuficiência renal aguda (com pouca ou nenhuma produção de urina). O nível de potássio na dieta, a princípio, deve ser normal, mas pode variar conforme cada paciente.
  • Por fim, os teores de gordura também devem ser controlados, já que a maioria dos pacientes com IRC acaba desenvolvendo hiperlipidemia (altos níveis de gordura no sangue) e hipercolesterolemia (alto colesterol). A hiperlipidemia pode danificar ainda mais os rins, agravando o problema já existente. Mesmo assim, um pouco de gordura acaba sendo necessária, para que se possa suprir as necessidades calóricas do animal e para tornar a dieta mais palatável.

Como se pode ver, são muitos fatores a serem levados em conta na hora de se desenvolver uma dieta especial para pacientes nefropatas. O problema maior dessa dieta, além da sua complexidade, é que ela geralmente é pouco atrativa para os cães. Carnívoros por natureza, os cães não aceitam muito bem as dietas de baixa proteína. Isso deve ser compensado com a adição moderada de gorduras.

O apetite do animal deverá ser observado de perto pelo tutor, que deverá entrar em contato com o médico veterinário responsável sempre que perceber alterações. A falta de apetite pode estar relacionada tanto ao sabor dos alimentos quanto à descompensação do problema renal. Caso o problema seja o sabor dos alimentos, pode-se tentar oferecer novas marcas de rações especiais, ou, se for o caso, trocar os ingredientes da dieta caseira (sempre com o aval do seu veterinário).

Autora: Bárbara Gomiero

Formada em Medicina Veterinária pela UFPR em 2006, especialista em Clínica de Pequenos Animais. Apaixonada por cães, tem um amor especial pelos cães idosos, e trabalha para levar conhecimento e informação aos seus tutores, para que esses sejam capazes de proporcionar uma excelente qualidade de vida nessa fase tão delicada de seus cãezinhos.

  • Carolina Charrua

    Boa noite!
    Descobri a poucos dias que meu labrador de 12 anos esta com IRC (mais precisamente dia 25/01) e permaneceu internado por 3 dias. Trouxemos o Francisco para casa mas ele não esta curtindo a ração renal e se nega a comer além de consumir pouquissima água por mais que eu o estimule. Hoje, acabei oferecendo arroz branco com peito de frango cozido (pq o frango com a ração renal ele recusou) e ele comeu sem pestanejar. Estou bastante preocupada e preciso de um suporte urgente para iniciar a alimentação caseira. Você realiza atendimento online?

  • Bianca Portela

    Olá, boa tarde! Gostaria de saber quando se iniciam os serviços de orientação nutricional online. Tenho um cão nefropata e ele não aguenta mais comer a ração renal! Quero produzir os próprios alimentos para ele. No aguardo. Obrigada!

  • Jessica

    Bom dia Doutora, há dois dias meu cachorrinho lhasa-apso de 15 anos apresentou inapetência e diarréia. Mesmo acreditando que fosse alguma indisposição por causa da temperatura elevada, levamos ele ao veterinário imediatamente que achou que ele estava saudável e muito bem disposto para a idade dele. Ao insistirmos por um hemograma para descartar qualquer problema secundário, foi constatado que ele possui IRC e ele foi internado para sorologia. Realizamos também um ultrassom e o prognóstico foi “incerto” já que o veterinário afirmou que o comprometimento do rim é muito alto (superior á 80%), que ele pode estar em fase terminal mas que está fase pode levar de dias á até mesmo meses. Após apenas 27h de internação ele começou a apresentar pressão alta e uma inflamação com purolencia nos olhos e nariz, assim como apatia, ausência de urina e continuação do quadro de diarréia. Diante disso, optei por traze-lo para casa e fazer a aplicação do soro subcutânea e agora a pressão dele está mais baixa (no hospital estava 200 e agora está 130), a diarréia diminui significativamente assim como a secreção nasal e ele voltou a urinar como de costume. Porém continua com inapetência, já tentei oferecer desde rações úmidas medicamentosas para o trato renal, como também aquelas para animais convalecidos (Recovery, Urgent Care…), legumes, frutas e verduras e ele continua se recusando a comer qualquer coisa. Meu lhasa-apso sempre comeu de tudo (o café da manhã dele costumava ser leite batido com cacau e mel na mamadeira ou um mingau de aveia feito com iogurte natural, pera, maçã e banana) e nem mesmo isso tá despertando o interesse dele. Acredito que seja por causa das náuseas causadas pela condição dele, mas ao consultar o veterinário ele indicou a eutanásia.

    Faz apenas 48h desde o diagnóstico inicial, e apesar de toda a limitação por causa da IRC, da internação e até mesmo da idade avançada dele, agora mesmo ele está passeando no meu jardim, após ter uma noite de sono tranquila e aparentemente sem nenhum tipo de desconforto ou dor. Quando a gente conversa com ele, balança o rabinho e não se mostra nem depressivo ou apático. Sendo assim eu não consigo assimilar a eutanásia como uma alternativa viável e gostaria de saber como posso proceder com a inapetência dele? Sei que não posso forçar a alimentação dele, mas há alguma forma de faze-lo comer? Ou algum remédio que diminua os enjoos?

    Infelizmente eu não tenho como consultar outro veterinário pois está clínica onde ele estava é a única na região que realiza estes tipos de exame e atendimento. Porém eu já não possuo nenhuma confiança no profissional, já que meu animal sempre passou em consultas periodicamente para checkup por causa da idade avançada e mesmo após relatar sintomas de IRC (aumento da sede, urina e urina noturna) e até mesmo eu chegar á solicitar um hemograma há 10 meses atrás (tinha medo que ele pudesse apresentar uma diabetes por causa da sede excessiva) o profissional me tranquilizou, dispensou qualquer exame e agora me recomenda a eutanásia.

  • Bruna Cássia Mendonça

    Bom dia, tenho uma cadela de 9 anos e meio que em seus últimos exames apresentou teor de ureia 72 e creatinina 1,9, queria saber se isso pode ser um caso de problema renal crônico, ou apenas algo temporário, devido algum fator externo, como alimentação? E você já ouviu falar sobre um remédio homeopático pró rim? Sabe de casos que o utilizaram e deram certo? E também queria parabenizar pelo excelente artigo e carinho em responder o pessoal. Beijos

    • Olá, Bruna! Tudo bem?

      É difícil afirmar, com apenas um exame, se o problema é crônico ou se é uma alteração temporária. Um leve grau de desidratação no momento da coleta do sangue, por exemplo, poderia justificar uma alteração moderada como esta. O ideal, havendo dúvida, é repetir o exame com a cachorrinha bem hidratada para que vocês consigam ter certeza se há mesmo insuficiência renal ou não.

      Infelizmente, a maioria dos problemas renais é crônico mesmo, e irreversível… e, quando a ureia e a creatinina chegam a ficar alteradas por conta disso, normalmente é porque mais de 75% da função renal já foi perdida. Se os resultados persistirem, será o caso, portanto, de se iniciar o tratamento do problema renal (focando principalmente na dieta e hidratação dela).

      Conheço sim este medicamento homeopático, porém não tenho experiência com ele para poder afirmar se os resultados têm sido positivos ou não.

      Agradeço os elogios, e fico à disposição caso tenha alguma dúvida.
      Um abraço!

  • Alessandra

    Olá! Tenho uma cachorrinha de apenas 4 anos diagnosticada com insulficiencia renal, atualmente esla está controlada e fui orientada pelo veterinario a dar alimentação caseira. O veterinario não é nutricionista apenas me deu uma base para a alimentação dela, então gostaria de saber se tem previsão de quando terá esse serviço de nutrição online?

    • Olá, Alessandra! Tudo bem?
      A nossa previsão é para o início do ano (2018). Já começamos a atender a alguns poucos casos online, porém, no momento não tenho como pegar novos pacientes porque estou gestante e o bebê deve nascer dentro de no máximo duas semanas. Pretendo abrir novamente a minha agenda a partir de janeiro, mas avisarei pela nossa newsletter assim que tivermos uma data certa para começar. Se tiver interesse e ainda não estiver inscrita na newsletter, é só se cadastrar aqui: http://www.meucaovelhinho.com.br/inscricao-na-newsletter/

      • Alessandra

        Agradeço seu retorno, já estou cadastrada, fico no aguardo então do serviço online, pois ira me ajudar muito!
        Parabéns pelo bebê, que venha com muita saúde.

        • Muito obrigada!
          O bebê já chegou rsrsrsrs, com saúde graças a Deus! <3
          Em breve abriremos a agenda para a orientação nutricional, avisaremos pela newsletter e pelo Facebook 😉
          Um abraço!

          • Alessandra

            Agradeço sua atenção e dedicação! Desejo muita alegria a você e seu bebezinho.
            Grande Abraço!

          • Muito obrigada! Um abraço 😉

  • Sandra Cecilia Gennari Martins

    Olá. Minha cachorra tem 12 anos, esta diabetica e com hiperadrenocorticismo, o que dificulta muito sua alimentacao, pois tem muitas restriçoes. Esta aparentemente controlada com Trilostano 7mg duas vezes ao dia e 8u de insulina 2 vezes ao dia. Ela esta com ureia 48,9 e creatinina serica 1,7. Ela come em torno de 30g de proteina por dia. Estou preocupada tanto com a baixa ingestao de proteina (a longo prazo nao sei o que aconteceria) e a cretinina 1,7. Pode dar sua opiniao. Muito obrigada

    • Olá, Sandra!
      A sua cadela recebe alimentação natural? quem desenvolveu a dieta dela? o ideal é que você procure a orientação de um profissional para elaborar um cardápio adequado. A princípio, para uma cadela de 27Kg, 30g de proteínas diárias parece pouco mesmo.

      Recomendo que procure um nutricionista veterinário na sua cidade, ou, se preferir, entre em contato pelo email [email protected] . Logo estaremos iniciando os serviços de orientação nutricional online 😉

      Um abraço!

  • lomawood

    Olá. Meu cachorro está com um problema nos rins que pode vir a ser uma insuficiencia renal. Então está fazendo tratamento e só come ração para isso. Ele também tem gastrite, então ele só pode comer rações e petiscos super premium, ou ele vomita. Tenho uma dúvida: ele está em treinamento porque é agressivo com estranhos e precisamos dar petiscos para ele durante os passeios. Existe algum petisco que tenha baixo teor de proteínas? Estou pesquisando na internet, mas ainda não encontrei nada.

    • Olá!
      Se o cão tem insuficiência renal, então realmente a maioria dos petiscos comercialmente disponíveis não será adequada para ele. O ideal neste caso é você optar por frutas e legumes, como maçã, banana, pera, cenoura, chuchu, entre outros. Só evite as uvas e carambolas, que são tóxicas para cães 😉

  • thaty l

    Dra Barbara boa noite. Fazendo um exame de rotina semana passada (05-09-2017) me surpreendi com os índices de meu cachorro. creatinina 1,1mg/dL (normal canino entre 0,6–1,6); Fósforo 5,5mg/dL (normal canino entre 2,7—4,5); Uréia 48mg/dL (normal canino 12–25). Hemograma: Leucócitos totais 12.400 (normal cão entre 6.000-17.000), SEGMENTADOS: 64.0 7936 (normal entre 50.0 – 65.0 ][normal entre 3.000-11.050); EOSINOFILOS: 8.0 992 [ 1.0 – 8.0 ][ 60 – 1.360]; Plaquetas: 293.000 /mm3 [ 150.000 – 500.000 ]. Ele tem 6,8kg, e desde 2015 percebo que ele tem uma ou outra vez tipo uma afta no ceu da boca, que aumenta ou diminui e ele tem algo tipo refluxo. Em 2015 ele teve parvovirose e ao mesmo tempo fiz diversos exames. Ultrassom também e nada foi constatado. Em 2016 ele teve giárdia e tratei com tinidazol. Em meados de agosto também, com desconfortos…fiz novamente ultrassom e nada foi constatado. Então agora, desde dia 05/09/2017 c esses resultados q estou a tentar lembrar oq pode ter sido. Sentei e parei pra pensar: desde o início do ano eu dava esporadicamente suco de aloe vera pra gastrite dele (teve epoca inclsuive que a afta sumiu). Mês de maio apareceu um caroço no lábio dele. Mandei retirar e na biópsia deu que era – mastocitoma benigno. Ele vem tendo dor de barriguinha desde agosto desse ano (novamente pq ano passado teve esses epsódios mas eram esporádicas). Ele sempre comeu e bebeu tambem bastante. Por volta da 2a semana de agosto/2017 percebi q ele sentia um desconforto depois de comer, e muitas vezes de madrugada. Percebi também umas coisas brancas nas fezes dele parecendo arroz duro. Achei até q era arroz nao digerido. Então por volta do dia 20/08/2017 dei remedio de verme vetmaxplus suspenção (3 dias depois nao via mais nada no cocô). Mês de setembro. Por volta do dia 01-09 eu dei um bravecto pra ele e por 6 dias dei probiótico. Dia 05-09-2017 fiz os exames de sangue que falei no início. Veterinário passou remedios pra acidez e pediu pra eu repetir o exame de sangue.Ele continua com o desconforto depois que come, uns 40minutos depois que come…fica inquieto, deita…muda de lugar…deita e levanta, isso numa sequencia. Por umas 3h após a ingestão de alimentos ele solta peidos fedidos. 3 dias atrás fui e comprei paté royal canin canine renal, e ele come isso com arroz, ou agora salmao, chuchu e arroz (pq nao sei o que ele tem e ainda nao pude repetir o exame de sangue). Ontem dia 10-09-2017 as 4h da manha tive q dá 2 gotas de dipirona e ele conseguiu dormir (Pq ele acordou e ficou o tempo todo no meu colo inquieto, sentando e levantando e a barriga fazendo barulhos). Percebo que ele tem dormido mais.. come…fica meio prostrado. O cocô tá durinho. O xixi hj só fez duas vezes. Tenho ligo que enterite ou doença inflamatória gastrointestional pode dá esses índices no sangue. e Também cancer 🙁 O vet falou que pode ser IRC. Bom Dra, depois de explanar todoo o quadro geral dele, como pode a creatinina tá normal e os outros índices não? Fósforo e Uréia bem altos?

  • rose

    boa tarde, estou desempregada não tenho mais como comprar ração renal para minha cachorrinha, qual ração posso comprar para substituir com mais algo para cachorro renal que não seja caro, me ajudem por favor

    • Lívia M. Pinheiro

      Olá Rose,
      Estou na msma situação que vc. E meu cãozinho foi diagnosticado com uma leve insuficiência renal, porém já tive que mudar a alimentação dele. E como a ração renal é muito cara tenho feito alimentação caseira para ele. Interessante é dar alimentos com caldo, pois assim ele faz a ingestão de líquido que é muito bom para cães IR. Ponha pouco sal, bem pouco msm, mas não retire totalmente. O ideal é ter uma fonte de proteína (frango, ovo cozido, peixe de carne branca), legumes (cenoura, brócolis, espinafre, berinjela), e carboidratos (batata, arroz branco – arroz integral não é bom – fubá ou seja angu). Mas lembre-se sempre com bastante caldo e pouquíssimos sal. Procure mais sites que fale sobre esse assunto. Tem várias dicas interessantes.

    • Olá, Rose!
      Infelizmente, a maioria das rações “renais” são caras mesmo, e não há substitutos comerciais disponíveis que sejam mais baratos…
      Uma alternativa pode ser você adotar a alimentação natural para a sua cachorrinha, caso tenha a disponibilidade de preparar os alimentos para ela. Entretanto, para que esta alimentação seja feita de forma correta, você precisará de uma orientação nutricional – o que você pode obter com o seu próprio médico veterinário ou então com um nutricionista veterinário na sua cidade. Muito em breve, estaremos oferecendo este serviço online aqui no site também.

      Não recomendo que tente adotar a alimentação natural por conta própria sem a orientação de um profissional, especialmente em casos de doenças como a insuficiência renal.

  • luciane marques pereira

    oi poderia dar uma dica de um molho, que possa dar para minha cachorro,ela come premier renal e ela york é muito pequena não consegue mastiga os grãos de ração ai colo água mais ela tem muita dificuldade de querer comer ela não acha ração interessante, gostaria de uma dica alem da agua um molho algo parecido, para ela fica feliz em comer a ração e nao uma obrigação.

    • Olá, Luciane! Infelizmente, muitos cães não se interessam muito pela ração renal, devido aos seus baixos teores de proteínas e de sal (que são necessários para casos assim).
      Posso dar três sugestões para tentar ajudá-la:
      1 – tente outra marca de ração;
      2 – compre latas de patezinho específicas para cães com problemas renais (K/D da Hill’s, ou Renal da Royal Canin), para misturar um pouquinho com cada refeição;
      3 – Passe para a alimentação natural, que costuma ter melhor aceitação do que as rações. Neste caso, você precisará de uma orientação nutricional para que seja desenvolvido um cardápio específico para ela. Até o final deste mês de agosto, estamos pretendendo iniciar os serviços online de orientação nutricional aqui no Meu Cão Velhinho. Ainda não está no site porque estamos terminando de acertar todos os detalhes, mas, caso tenha interesse, pode me escrever: [email protected] . Ou então, você pode procurar um profissional especialista em nutrição na sua cidade 😉

      Um abraço!

    • Lívia M. Pinheiro

      Luciene,
      Essas rações são sem graça para os cães. Tenta oferecer a ração com molho e pedacinho de frango cozido na água (sem nenhum tempero), tenta colocar cenoura tbm. Ovo também é bom. Cozinhe um ovo só com água tbm, retire a casca e amasse, ponha um pouco de água (faça tipo uma papinha aguada) e junte com a ração. Espero ter ajudado.

  • Marina De Almeida Pires

    Olá Dra Bárbara
    Nossa cachorrinha é uma cocker spaniel, e há 10 dias foi diagnosticada com IRC. Contudo, o que nos levou a descobrir a doença foi um deslocamento da mandíbula, que ocorreu na administração de ranitidina ao colocarmos a focinheira, pois estava fazendo tratamento para gastrite. Na realidade já estava com a IR, sem que soubéssemos, e as úlceras em sua boca, assim como o constante vômito eram decorrentes da doença e, não da gastrite em si. Não entendemos como que a focinheira pode fraturar sua mandíbula, pois não exercemos força e, o pior de tudo é que os veterinários da clínica onde a levamos a internaram por dois dias, a liberando para fluidoterapia subcutânea em casa (e mais nada!). Assim, disseram que deve primeiro se recuperar dos rins e, posteriormente realizar a cirurgia, mas como Dra, se não receitaram nenhum medicamento para acelerar isto? Estamos desesperadas pois ela se encontra com dor e dificuldades para comer e beber…realmente não sabemos mais o que fazer! Em relação a dieta, está comendo papinha de arroz integral, salmão e chuchu, já que a ração Royal lhe deu diarréia. Nos dê uma luz, por favor Dra.
    Muito obrigada,
    Marina.

    • Olá, Marina!
      Como estão os dentes da sua cachorrinha? Se ela estiver com doença periodontal (“tártaro”, placa bacteriana…), é possível que ela tenha sofrido uma fratura espontânea causada pelo problema dentário (saiba mais sobre este problema aqui: http://www.meucaovelhinho.com.br/artigos/saude/outros-saude/nao-ignore-esta-doenca-isso-pode-custar-vida-do-seu-cao/).

      Infelizmente, não há medicamentos específicos para o tratamento da insuficiência renal. O que é feito é o manejo do animal, com cuidados com dieta, hidratação, suplementações, e outros cuidados que ajudam a preservar ou até mesmo melhorar um pouco a função renal, mas até o momento não existe cura. Em casos bem extremos, pode ser feita a hemodiálise como forma de se tentar reverter a crise.

      Já que ela não se adaptou bem à ração renal, é recomendável que vocês procurem um médico veterinário nutricionista para orientá-la quanto à dieta caseira. Uma alimentação balanceada para humanos é diferente de uma alimentação balanceada para cães, especialmente em casos como este de insuficiência renal. Junto com a hidratação, uma dieta adequada é a base de todo o tratamento. Estamos planejando iniciar o serviço de orientação nutricional online aqui no site ainda este ano, porém ainda sem data prevista. Por hora, devo recomendar que procure um profissional na sua cidade.

      Em relação à mandíbula, é importante manter pelo menos um analgésico para que ela não sofra muito até estar apta a ser operada, e é fundamental também que o procedimento seja feito o quanto antes possível, para que a fratura não acabe se fechando de forma inadequada (o que exigirá uma cirurgia mais agressiva).

      Melhoras para ela!

  • Sara

    Olá, no exame de minha cachorra, a ureia está elevada, porém a creatina não. Isso significa algo sério ou é só excesso de proteínas?

    • Olá, Sara! Se somente a ureia estava elevada, vale a pena repetir o exame para ver se continua assim.
      Em muitos casos, isso acontece porque o cão estava levemente desidratado no momento do exame, o que causa esta alteração. Existem também outras causas possíveis para a ureia ficar elevada, mas, num primeiro momento, não é algo considerado alarmante – vale a pena repetir, e, se persistir, investigar.

  • Sandro Morizono

    Bom dia Doutoura, em casa temos um dashund de 14 anos e foi constatado insuficiência renal, pelo que andei estudando em vários sites ele apresenta todos os sintomas, levamos ele a um veterinário, mas sai de lá muito preocupado, atualmente vivemos no Japão e muitos veterinários aqui, infelizmente, são verdadeiros açougueiros, fazem tudo para ganhar dinheiro, no nosso caso ele fez um exame de sangue e em menos de 5 minutos me passou o resultado e pediu para deixar nosso cãozinho internado, foi medicado com soro, porém quando teve alta, saiu muito estanho, parecia estar bastante estressado e quando tentávamos acariciar sua cabeça chegava a tentar nos morder, acredito que ele foi muito mal tratado, e então minhas desconfianças aumentaram, principalmente porque o resultado do exame me foi entregue em uma folha impressa, sem assinatura ou algo que demonstre seriedade e principalmente o tempo que levou, maisnou menos entre 5 e 10 minutos, parecia que já estava pronto, pediu que eu retornasse para dar início ao tratamento,’porem o remédio que foi passado era para gripe pois o mesmo estava com bastante catarro, no momento ele está bastante debilitado, tudo que come vomita, até mesmo a água, vou procurar uma segunda opinião em outro profissional, pois à alguns meses passados levei ao mesmo veterinário, com os mesmos sintomas e me foi dito que era uma bactéria no estômago, agora foi constatado insuficiência renal, não sei o que fazer e o que pensar..,

    • Poxa, Sandro! Que situação difícil…

      Existem alguns exames que são bem rápidos mesmo e podem ser feitos no consultório do médico veterinário, embora eu não consiga imaginar qual foi o teste que fizeram no seu cão. Normalmente, os exames bioquímicos usados para se constatar a insuficiência renal são um pouquinho mais demorados (se tiver o laboratório na clínica, pode sair em menos de 1 hora, mas dificilmente em 5 minutos), a não ser que aí no Japão tenham alguma tecnologia que ainda não chegou ao Brasil.

      Mas, considerando todas as suas dúvidas, pode ser mesmo o caso de levá-lo para ser avaliado por outro profissional. Pergunte aos seus amigos, talvez alguém conheça um bom médico veterinário para indicar.

      Espero que consiga solucionar este problema o quanto antes possível!

      Um abraço!

  • Vanessa Tavares

    Dra Barbara me tire uma duvida por favor, minha cachorrinha de 12 anos foi diagnosticada com IRC pois emagrecer 4 kilos em um mes e sua ureira e creatinina estava 7 e 200,00 acima do normal. Eu retirei da clinica que ficou internada por 3 dias pois quando fui visita-la ela estava muito apatica preferi tratar em casa. Eles sentem dor com essa doença Dra ? Me aconselharam a eutanasia mas eu não quero. Me ajude por favor.

    • A insuficiência renal a princípio não causa exatamente dor, mas sim bastante desconforto, já que o animal fica bastante nauseado e se sente mal. Ele pode sentir dor se tiver úlceras no trato digestivo (as úlceras podem aparecer na boca, no estômago, intestino, etc.), mas é possível usar medicamentos protetores de mucosa para amenizar.
      As vezes é possível reverter as crises, e então o cão volta a ter uma vida relativamente normal por bastante tempo. Mas é difícil reverter sem o internamento, pois é preciso manter o cão com soro na veia. Também pode ser necessário fazer alimentação forçada ou via sonda caso não queira se alimentar, já que a alimentação é muito importante para que consiga se recuperar.
      A eutanásia pode ser cogitada em alguns casos em que a chance de reversão da crise é muito pequena, ou se o cão estiver sofrendo muito. Mas não faça se não tiver certeza… se estiver na dúvida, é melhor pensar mais um pouco antes de decidir.
      Um abraço!

      • Vanessa Tavares

        Drª muito obrigada por responder já me aliviou bastante, ela aparentemente não reclama de dor, só fica prostrada, mas a vet esta achando que pode ser pela doença do carrapato e não só pela IRC.

  • Vanessa Ricielli

    Olá doutora, tenho um spitz alemão de apenas 11 meses que foi diagnosticado com displasia renal. Ele não se adapta com nenhuma ração, sempre comeu muito pouco e agora que indicaram a renal ele come menos ainda, as vezes ate alimentação natural ele recusa. Eu gostaria de saber se você oferece serviços online de orientação. Obrigada!

    • Olá, Vanessa! Estamos com a previsão de iniciar o serviço online de orientação nutricional ainda este ano, porém, infelizmente, ainda sem uma data definida. Caso tenha interesse, avisaremos quando estiver disponível por meio da newsletter (se não for assinante ainda, é só se cadastrar: http://www.meucaovelhinho.com.br/inscricao-na-newsletter/ ).
      Caso tenha pressa, devo recomendar que procure um médico veterinário nutrólogo na sua cidade.
      Um abraço!

  • Fatima Cassiolato

    Boa tarde !
    Por favor Dra, minha cachorra tem 12 anos e apresenta hiperadrenocorticismo.Pode consumir carne bovina ? Cenoura ,beterraba ? Estou em dúvida na dieta, pois estou fazendo AN? faz pouco tempo …
    Agradeço a atenção .

    • Olá, Fátima! A princípio, se ela tem apenas hiperadrenocorticismo (e não insuficiência renal, por exemplo), então ela não tem grandes restrições alimentares e pode comer estes alimentos sim.
      Entretanto, somente recomendo a AN se ela for orientada por um médico veterinário ou zootecnista especializado em nutrição. Este profissional poderá prescrever um cardápio para ela, e recomendar as quantidades corretas de cada ingrediente.
      Um abraço!

  • Jacyra Guapindaia

    Bom dia Dra. O meu cão sofre de insuficiência renal há 5 anos e ela come ração renal e detesta. Gostaria de dá-la alimentação natural, mas não há nutrólogos nessa cidade. Ela adora legumes, como abóbora, batata doce. Dou como aperitivo e como brinde. Hoje descobri que não se pode dar alimentos ricos em fósforo ou potássio. Pesquisei sobre a abóbora e não encontrei nada. Você poderia me ajudar?

    • Olá, Jacyra! Estamos planejando iniciar o serviço de orientação nutricional aqui no site ainda este ano, caso tenha interesse. Ainda não temos data prevista, mas, se estiver recebendo as nossas newsletters, com certeza será avisada (se não estiver, inscreva-se aqui: http://www.meucaovelhinho.com.br/inscricao-na-newsletter/ )
      Quanto à abóbora, você pode dar, sim. Ela não tem um teor elevado de fósforo. Dentre as variedades de abóbora, a do tipo “moranga” é a que tem menos fósforo 😉

      Um abraço!

      • Jacyra Guapindaia

        Obrigada, Dra. Já me inscrevi na newsletter e fico aguardando os avisos.

  • Karla Santos

    Boa tarde Dra. Meu cão tem 11 anos é um rottweiler, há 5 dias trás apresentou edema no abdomen e dificuldade de andar pois uma perna estava inchada na articulação, levei de imediato ao veterinário que realizou uma ultrassonografia do abdomen total, apresentando:BEXIGA: Totalmente repleta, paredes finas, descamação, sedimento em suspensão sem a presença aparente de cristais e/ou outras estruturas obstrutivas.
    RINS:(RD 8.85CM RE 5.60CM),limites córtico-medulares definidos, contornos levemente irregulares, em topografia habitual, presença de area hiperecóica na região medular RE( CALCULO???), definição cortico medular reduzida.
    FIGADO; contornos irregulares, dimensões fora do limite do gradil costal, parenquima heterogeneo, bordas arredondadas, arquitetura vascular com calibre e percurso alterados ( vasos e ductos dilatados), vesícula biliar dilatada com paredes espessadas e repleta de conteúdo hipoecoico e anecoico(lama biliar?), (obstruçaõ)?
    BAÇO: aumentado de volume, contornos irregulares dimensões e ecogenicidade preservadas, parenquima homogeneo .
    Exames laboratoriais:
    LEUCÓCITOS: 17.300
    BASTONETES:346
    NEUTROFILOS: 15.397
    UREIA: 35
    CREATININA:0,93
    TGO:25
    TGP:32
    GAMA GT: 6,0
    F.A: 894,0

    FOSFORO: 5,6

    ME AJUDE POR FAVOR, ELE ESTÁ TOAMDNO MEDICAMENTO DESDE O RESULATDO DOS EXAMES.
    AGUARDO CONTATO.
    P.S: o vet disse que é problema na vesicula e nos rins, legalon, ursacol 300mg, ketosteril, cefalexina.
    medicações

    • Avaliaram também o coração dele?

      • Karla Santos

        Sim dra. O ecg está normal.
        O que a senhora acha?
        Obrigada .

        • É importante manter as medicações. Ele possivelmente tem um cálculo renal, mas as funções renais parecem preservadas (os rins ainda funcionam). É interessante monitorar, já que este cálculo pode causar dor ou pode aumentar de tamanho, prejudicando o funcionamento dos rins. Se isto ocorrer, pode ser necessário removê-lo. Por hora, um exame de urina pode ser indicado para vocês tentarem identificar que tipo de cálculo ele tem (se houver; o exame não é muito conclusivo), para que sejam feitas as devidas adaptações na dieta.

          Quanto ao fígado, é possível que haja uma obstrução em ductos biliares. Vale a pena medirem os níveis de bilirubina.

          Não creio que o corticoide tenha causado o problema. Se ele sente dores articulares, é importante tratar.

  • Rogerio Lyma

    Minha pequena de pouco mais de três anos fez uma castração a maiôs ou menos dois anos, e apresentou uma renúncia ao material cirúrgico o que a levou a perder um rim, e agora já está renunciando o material da segunda cirurgia. Já estou em desespero pois todos os tipos de alimentos que fazem bem ela recusa, e além do rim, as paredes de outros órgãos tbm estão infeccionado (mucosa) e a cirurgia parece não ser mais uma opção devido a essa restrição. Como devo proceder ?

    • Olá, Rogerio!
      Em relação à alimentação, você já chegou a tentar uma dieta caseira? para isso, logicamente, será preciso obter orientação nutricional junto a um nutricionista veterinário, que irá te passar um cardápio bem detalhado para ela. Normalmente esta é uma boa opção para cães com restrições alimentares e apetite caprichoso.
      Quanto à possibilidade de cirurgia, é preciso avaliar… Se ela está sofrendo com rejeição ao material cirúrgico, é possível que ela precise ser operada mesmo que com a saúde debilitada. O procedimento deve ser feito em um hospital veterinário com boa estrutura, e a presença de um bom anestesista.
      A infecção deve ser contida com antibióticos, que, acredito, já devem ter sido prescritos. Façam um bom monitoramento do progresso dela.
      Melhoras! <3

  • Rosi Silva

    Minha York tem 10 meses, e aos 5 meses descobri que estava com cálculos de estruvita.
    Gostaria de uma indicação de qual alimentação usar pra ela.
    Ela é muito nova.

    • Olá, Rosi!
      Existem rações específicas para cães com cálculos, são as rações da linha “urinary”. Outra opção muito interessante são as dietas caseiras, mas, nesse caso, você precisará da orientação de um nutricionista veterinário.
      Estamos planejando implantar o serviço de consultoria nutricional aqui ainda em 2017, mas, infelizmente, ainda não está disponível. Por hora, recomendo que procure um profissional na sua cidade.

  • Luís A. Oliveira Alves

    Tenho uma cadela com 17 anos com elevadas txs de ureia e creatinina. Quais alimentos, inclusive frutas, que poderiam ajudar as funções renais e a controlar as taxas? Carne de boi faz mal?

    • Olá, Luís!
      A princípio, não há alimentos específicos que ajudem a diminuir os níveis de ureia e creatinina. O que faz diferença é a dieta como um todo, que deve ter uma quantidade bem restrita de proteínas.

      Neste sentido, o problema não está especificamente na carne de boi, mas em toda e qualquer fonte de proteínas (carne de frango, cordeiro, suíno, peixe, ovo, leite e derivados). A dieta do cão com insuficiência renal pode e deve ter um pouco de proteínas, mas muito pouco se comparada à dieta de um cão não tenha este problema.

      Assim, o que você deve fazer é optar por uma ração renal ou, caso prefira a dieta caseira, que obtenha orientação nutricional junto ao seu médico veterinário ou um nutricionista veterinário. Ele irá te passar todas as recomendações quanto às quantidades de cada alimento a serem fornecidas por dia.

      Um abraço!

  • Andrea Borsari

    1 cao c ínsuficiencia renal crônica pode ingerir qtas mg de fósforo e potássio por dia ou por refeição?

    • Andrea, “quantos mg” um cão pode ingerir, vai depender do tamanho dele, do estágio da doença renal, entre outros fatores. Como mencionei no artigo, conforme o animal, ele pode precisar usar quelantes de fósforo para impedir a absorção de nutrientes na dieta. Já o potássio, pode ser necessário em quantidades aumentadas ou reduzidas, conforme o quadro do paciente.

      O recomendável, portanto, é que você opte por: ou uma ração “renal”, ou obtenha uma dieta específica para o seu cão orientada por um nutricionista veterinário, que irá calcular as quantidades necessárias de cada ingrediente.

  • Idael Ullbrich

    Doutora meu cão esta com a uréia em 52 e creatinina em 1,00 ele já esta com um problema renal permanente ou foi é apenas uma infeção que se curada pode não voltar? E o F.A esta alto 203,50. Obrigado

    • Idael, a ureia está apenas um pouco elevada, e a creatinina está dentro dos parâmetros normais. Este aumento da ureia pode ser devido a uma leve desidratação no momento do exame, por exemplo. Num primeiro momento, não consideraria este cão como tendo lesão renal, a não ser que ele já tenha histórico de algum problema (não conheço a história deste cão, e nem os exames anteriores, o que estou dizendo é com base unicamente nestes valores que me apresentou). Vale a pena repetir o exame, com o cão devidamente hidratado, para ver se o valor da ureia normalizou ou se permanece aumentado.

      O próprio FA também pode se elevar se o cão estiver levemente desidratado… Mas ele também pode ficar aumentado em alguns casos de problemas hepáticos, musculares, ou ósseos. Vale a pena repetir também o exame para ver se volta ao normal quando ele estiver bem hidratado, ou se continua elevado. Se continuar elevado, é preciso investigar a causa disso.

      • Idael Ullbrich

        Obrigado doutora!

      • Idael Ullbrich

        Doutora esses resultados podem ser causados por lectospirose? O canil era próximo ao mato no sítio? É que exame devo fazer para ter certeza se é ou lectospirose? Ele já foi medicado mas no caso de lectospirose provavelmente vai ser outra medicação? Os sintomas dele foram anemia, emagrecimento, queda de pelo, sangue nas fezes, sangramento da gengiva! No início foi diagnosticado como tristeza (sem exames) depois dos exames foi receitado medicamentos para infecção urinária (antibiótico), um anti inflamatório e uma vitamina! Apresentou melhora como bem e brinca mas essa semana tinha um pouquinho de sangue da fezes! Minha esposa esta desesperada com medo de não descobrir o que realmente é e perder o cachorro!

        • Considerando estes sintomas, é possível que seja sim leptospirose. Existem exames de sangue que podem ser feitos para confirmar esta possibilidade, ou, ainda, se ele teve a doença do carrapato (“tristeza”), como chegou a ser cogitado. Converse com o seu veterinário para fazer estes exames.

          É importante fazer estes exames, não só para que o cão possa ser tratado adequadamente, mas também porque essas duas doenças são consideradas zoonoses (podem passar para humanos) – assim, é preciso tomar os devidos cuidados para que vocês próprios não adoeçam também, caso ele tenha de fato leptospirose ou doença do carrapato.

          Se ele ainda tem sangue nas fezes, vale a pena também fazer exames de fezes, e, se o problema persistir, uma ultrassonografia.

  • Morgana

    Barbara, sou ?Morgana do Beagle renal.. ele voltou a ter crises e voltamos ao soro e eritropoetina.. tinha dado alto novamente e depois de 15 dias na fluido/erit o resultado do exame foi mais alto ainda mas ele melhorou apetite, tá corado e n desmaia.. n to entendendo!! Pode acontecer isso ou melhor refazer exames?? achei mtissimo estranho.

    • Olá, Morgana!
      Infelizmente, a insuficiência renal é uma doença progressiva e que não tem cura… Portanto, mesmo com o tratamento, e mesmo que o animal tenha períodos de melhora, ele pode sim voltar a ter crises. Os exames de monitoramento são muito importantes para que vocês consigam detectar quaisquer alterações o quanto antes possível, e, assim, tentar corrigi-las.

      No caso, você relata que os exames pioraram, mas que ele está aparentemente melhor, é isso? Vale a pena repetir os exames para ver como está. Alguns dos medicamentos habitualmente usados são apenas “sintomáticos”, ou seja, servem para melhorar o bem-estar do animal, mesmo não tratando a causa. Então, o cão pode aparentar estar bem (o que é bom, pois, pelo menos, ele não sofre), mas, na realidade, ainda precisar de um cuidado mais intensivo.

      • Morgana

        Eu percebi meu beagle um pouco sem apetite e teve desmaios e resolvi levar p fazer os exames e dito e feito, ureia e creatinina subiram mas ele tinha parado todo o soro e a eritropoetina. Recomeçamos o tratamento dia 24/2 e no dis 14/2 repetimos os exames e a ureia e creatinina subiram DEMAIS! de 4.4 p 5.6 e de 149 pra 290… isso sendo q ele se mostra melhor, fiquei muito encucada. O fosforo tb deu alto mas o cálcio bom. Do dia 24/2 ao dis 14/2 ele ficou com omega, soro, eritropoetina, vitam d, calcio, e ferro.

  • Jonathan Augustus Ferreira

    Gostaria de saber se posso dar rim bovino aos meus cachorros, como alimentação saudável…

    • Olá, Jonathan!
      A princípio, se estamos falando de um cão saudável, pode, sim.

      Agora, considerando que o seu comentário está num artigo falando sobre cães com problemas renais, observo que, se o seu cão tiver problemas nos rins, é melhor falar com o seu veterinário antes. Cães que tenham problemas renais devem receber uma dieta bem restrita em proteínas, por isso, é preciso tomar cuidado com qualquer alimento ou complemento rico em proteínas. O seu veterinário ou nutricionista veterinário deverá avaliar a dieta do seu cão como um todo para poder saber se é seguro ou não dar este ou qualquer outro alimento a ele.

      Um abraço!

  • Adriene Gomes

    Boa Noite. Tenho um shitzu de 11 anos e ele esta comecando problemas renais. A veterinária que atendeu ele recomendou racao renal. O melhor seria a racao ou dieta caseira?

    • Olá, Adriene! Se você tiver condições de obter orientações nutricionais junto a um nutricionista veterinário, e de preparar a alimentação especificamente para o seu cão, pode ser melhor a dieta caseira, pois esta normalmente é melhor aceita pelos cães. Caso não tenha como consultar um vet nutricionista (ou se o seu vet não der essa orientação), ou, ainda, se não tiver tempo de cozinhar, é melhor dar a ração específica para problemas renais.

  • Karine Moura

    Olá doutora, boa noite. Tenho um poodle de 15 anos que está com probleminhas nos rins. Ele fez alguns exames e deu que a Creatinina estava a 2,2. A veterinária passou ômega 3 e um remédio para chamado Enalapril. (que depois fui pesquisar e vi que era para pressão)
    Achei estranho pq eu não a vi aferindo a pressão dele, ele só estava muito euforico quando foi ser atendido. O que eu gostaria de saber (e ter uma segunda opinião) é que se esses medicamentos são mesmo para IRC e se não existe nenhuma contra indicação.
    Outra coisa que queria perguntar é sobre a ração, é necessário comprar uma propria para doença renal, ou só as dietas caseiras são suficientes?
    Obrigada pela atenção!

    • Olá, Karine!
      Este medicamento é comumente usado para o tratamento de doenças cardíacas. O seu cão não estaria também com insuficiência cardíaca? é bem comum em poodles idosos… O ômega 3 é um suplemento que pode ajudar, veja este artigo sobre o tema: http://www.meucaovelhinho.com.br/artigos/nutricao/como-o-oleo-de-peixe-pode-ajudar-o-seu-cao/
      Sobre a alimentação, pode ser a dieta caseira CONTANTO que ela tenha sido prescrita (com todas as orientações sobre ingredientes e quantidades) pela sua veterinária ou por um nutricionista veterinário especificamente para o tratamento da doença renal. Caso contrário, é melhor ficar com a ração específica mesmo.
      Um abraço!

  • Andria Mello

    ola Doutora, agradeço sua atenção…

  • Andria Mello

    ola, tenho uma cachorra idosa diagnostica com insuficiência renal cronica, ficou 5 dias internada a base de soro, teve alta, chegando em casa se alimentou de frango, arroz e cenoura cozida, o veterinario ensinou a aplicação do soro pela pele,a duvida é: existe alguma maneira de hidrata-la sem ter que aplicar o soro, digo via oral?, ela está bebendo agua, no hemograma deu alteração creatina e ureia acima do normal. obrigada

    • Andria, depende muito do caso… Quando a insuficiência renal está em estágios mais moderados ou bem controlada, não há necessidade de aplicação de soro subcutâneo (embaixo da pele). Nestes casos, basta que o cão consiga beber água em quantidade suficiente para se manter hidratado.

      Quando o cão está em crise, ou em estágios mais avançados da insuficiência renal, a aplicação do soro é necessária. Muitas vezes, a aplicação do soro subcutâneo é apenas um procedimento temporário, que pode ser suspenso depois que o cão já estiver mais estável. Mas isso deve ficar a critério do seu médico veterinário, pois foi ele quem avaliou a sua cadela e sabe qual a necessidade dela. O que você pode perguntar a ele é se as aplicações deverão ser “para sempre”, ou se, eventualmente, não precisará mais – e quando.

      Melhoras para ela. Um abraço!

  • Roberto Simões Gottardi

    Olá, tenho um spitz Alemao com 8 meses. Meu Veterinario disse que ele está com com o nível de ureia no limite. Ele só come Royal Canin (filhotes). Devo tomar alguma precaução? Será que por ele ser tão jovem e estar no limite (dentro do normal, mas no limite), ele tem alguma predisposição as doenças renais? Obrigado

    • Olá, Roberto!
      O ideal é repetir este exame, pois a ureia pode ficar elevada por muitos outros fatores que não necessariamente a insuficiência renal. Uma leve desidratação na hora de fazer o exame (porque o cão não bebeu água antes), por exemplo, é uma causa comum de a ureia ficar um pouco mais alta. Por outro lado, se ele se alimentou pouco tempo antes de fazer o exame, também é esperado que ela suba um pouco.
      A princípio, não há motivo para grande preocupação, já que o valor está dentro dos limites da normalidade. Mas, como precaução, é interessante repetir o exame, com ele em jejum alimentar e devidamente hidratado. Verifiquem também os níveis da creatinina, que é um indicador mais confiável da função renal.
      Um abraço!

      • Roberto Simões Gottardi

        Obrigado doutora. Parabéns pelo trabalho voluntário da senhora. E de grande valia pra gente e para os bichinhos!!!

  • Luana Perez de Jesus

    Olá. Há cerca de 1 mês meu filho de patas com 8 anos foi diagnosticado com IRC. Mudei a alimentação que passou a ser a caseira com alguns suplementos minerais e cálcio (ele aceitou muito bem) por indicação do veterinário, além de fazer semanalmente soro subcutâneo (2 vezes por semana). Porém percebi que ele esta bebendo pouca água, o vet disse ser normal por conta do soro, mas estou preocupada. Por favor gostaria da sua opinião. Obrigada.

    • Olá, Luana!
      É provável que ele esteja bebendo menos água por causa do soro mesmo… Os cães com insuficiência renal crônica bebem muita água, justamente porque fazem muito xixi. Se ele está tomando soro com frequência, então o soro deve estar satisfazendo a necessidade de repor a água perdida na urina.

      Se ele parar de fazer xixi, ou se começar a vomitar, aí sim, você deve levá-lo ao veterinário imediatamente.

      Um abraço!

      • Luana Perez de Jesus

        Muita obrigada pela atenção!
        Abraços!

  • SilbyAlves

    Olá. Resgatei um cão adulto jovem que teve o rim direito removido em função de dioctofima renale. Para outros cães, buscamos rações não transgênicas, preferindo Biofresh. Tenho dificuldade em encontrar rações não T para ele. E ele não come bem a dieta caseira prescrita pela vet. Só quando está muito faminto. Procuro alguma ração não-transgênica para ele, existe no Brasil? GRATA.

    • Olá, Silby! Tudo bem?
      Você procura uma ração para cães com problemas renais, mas que não use transgênicos, correto?
      Você pode usar a ração K/D da Hill’s Prescription Diet, ou a Renal da Vet Life (Farmina).

      • SilbyAlves

        Agradeço imensamente!!

      • Rodnei Rodrigues

        Olá, Dra. O meu entrou em tratamento renal. Eu gostaria de saber onde posso encontrar alguma dieta caseira para aliviar a carga dos rins.

        • Olá, Rodnei! Tudo bem?
          A dieta caseira deve ser prescrita pelo seu médico veterinário, ou por um nutricionista veterinário.
          Dentro dos próximos meses, passaremos a oferecer este serviço, mas, por enquanto, infelizmente ainda não está disponível (provavelmente, daqui a 2 ou 3 meses). Caso o seu veterinário não faça orientação nutricional, peça a ele para sugerir um profissional na sua cidade 😉
          Melhoras!

  • Monica Coelho

    Tenho um Poodle com 14 anos e 7 meses, ele nunca teve nem se quer uma diarreia ou vômitos, mas a 30 dias ele apresentou um desequilíbrio ao andar. Levei ao VET e foram realizados exames de sangue, urina e ouvido e os resultados foram elevações na Creatinina, Ureia, volume Globular discretamente mais baixo, exame de urina normal e ++ para Melassezia.
    Fiz o tratamento de limpeza dos ouvidos com medicações indicadas durante 14 dias, alterei a ração para VET LIFE RENAL juntamente com a Royal Renal pastosa. Como ele não possui mais diversos dentes, trituro não totalmente a ração no liquidificador e misturo com a pasta, e ele aceitou bem! Troco a água diversas vezes ao dia (Água filtrada). Estou administrando também o Pró-Rim Homeopático 3 vezes ao dia. Alterei também os horários das refeições, anteriormente ele comia as 12:00 e a noite, atualmente está se alimentando às 07:00, às 12:00 e a noite.
    Houve uma melhora considerável em 72 horas.
    Espero que todos aqui tenham sucesso nas tentativas e parabenizo a todos pela preocupação com os seus animais! Em especial a Dra. Bárbara, pois ao ler o seu essa matéria percebi exatamente o problema do meu cão velhinho de forma clara.

    • Olá, Monica! Bom dia!
      Que bom que o seu cãozinho está melhorando, espero que ele fique cada dia melhor!
      Muito obrigada pelos elogios! Qualquer dúvida, estou à disposição =)

  • Morgana

    Eh tao dificil assim preparar uma comida bem gostosa pra um caozinho com IRC? Eh tudo mto sem graca pr eles, tem dias q o meu n quer comer mas qnd me ve comendo qlqr coisa fica todo na vontade, qnd tento qlqr proteina da ele quer!!! N sei oq fazer ;////////////

    • Olá, Morgana! Infelizmente, é um pouco difícil mesmo, porque os cachorros são carnívoros, e a dieta para nefropatas deve conter pouca proteína (=carne). Uma dieta caseira tende a ser melhor aceita do que as rações, lembrando que esta deve ser orientada pelo seu médico veterinário ou por um vet nutricionista. Como petiscos, se ele gostar, você pode oferecer frutas, por exemplo.

  • Rosana rebec

    olá , meu caozinho desenvolveu insuficiencia renal e não quer comer nada, muito menos as racoes específicas (seja mole ou dura ).. teria como passar alguma dietinha caseira ? grta,

    • Olá, Rosana! Boa tarde!
      Devido às peculiaridades de cada animal – idade, peso, raça, doenças concomitantes, etc., o ideal é que a dieta caseira seja prescrita pelo próprio médico veterinário que acompanha o cão, ou por um nutricionista veterinário que faça uma avaliação prévia do cão.

      Caso o seu veterinário não faça este tipo de orientação, sugerimos o site http://www.cachorroverde.com.br , que inclusive dispõe de serviços de consultoria nutricional online 😉

      Um abraço!

    • Morgana

      Rosana, n deixe ele emagrecer, perder peso…acho que nessas horas vale arriscar alguma comida q o atraia mais.

      Outra coisa, o meu caozino ontem n queria comer, dei pra ele na seringa (glutamina + maltodextrina + azeite + farinha de arroz + água) pra ele ter energia, em uma dar vezes tb dei com whey protein!!! De comida caseira, jah consegui q ele comesse cuscuz de arroz, macaxeira e algumas verduras cozidas sem casca e jogando a água fora depois de fervida. Nosso colega Ernesto de varios comentarios aq indica o feijao azuki, ainda n testei.

      • WILMA NUNES

        Tenta a ração umida para renal da royal canin,vc pode misturar com arroz branco ou batata inglelsa amassada. eu tenho uma cadelina viralatas de 14 anos ela é bem grave estagio 4, mas quer viver muito. Segundo orientação da veterinária faço soro intradermico nela, dependendo duas a tre vezes por semana. uso omeprazol de 10mg porque ela tem gastrite pela propria doença, uso tb vonal plus de 4 mg para vomitos, assim como pepsamar que contem carbonato de calcio pos refeição, uso hemolitam que é ferro e tb uma injeção de hemax 4000 3 vezes por semana, Isso não é pra ser feito sem consulta com sua veterinaria, é porque não vi ninguém falar a respeito disso.

  • Debora Menezes

    Olá minha cachorrinha é uma westiepoo (cruzamento de poodle e westie), ela tem apenas dois anos e possui disfunção renal (tem proteinuria, niveis de fosforo um pouco acima da media -6,5, e uréia 85 quando o valor padrão é até 60), ela toma todos os dias 1ml de benazepril e comia a ração da royal canin renal (ela adorava), mas recentemente ela não quis mais comer a ração e não sei quais alimentos posso dar… Já marquei a veterinaria nefrologista mas ela só está disponível daqui a alguns dias e por enquanto minha cachorrinha não está comendo 🙁 Eu posso oferecer cenoura cozida, maçã, mamão e batata?
    Grata, desde já.

    • Olá, Debora!

      Ela pode comer estes alimentos, sim. Mas eles não irão suprir 100% das necessidades nutricionais dela, por isso, se quiser passar para a dieta caseira, peça orientação à sua veterinária ou a um vet nutricionista – assim, você terá em mãos um cardápio completo e específico para ela.

      Mas, para um cão com problemas renais, o que nos preocupa mais do que o fato de estar comendo ração ou batatas, é o fato de não estar querendo se alimentar. Tudo bem que a ração renal não é la muito palatável (“gostosa”), mas, se ela comia e agora não quer mais, o problema pode não ser apenas que ela “enjoou da ração”. Ela pode estar descompensando, ou seja, pode ser que ela esteja entrando em crise renal.

      Talvez pecando um pouco por excesso de cautela, a nossa recomendação seria levá-la logo ao veterinário (se a nefro não tiver mesmo como atender antes, vá a um outro vet, pelo menos por hoje) e fazer um exame de sangue para saber como estão os rins. Se ela estiver em crise renal, ela não pode esperar para ser atendida.

      Abraços, e melhoras para ela!

  • Luisa Araújo

    Boa noite. Tenho uma cadela chow chow com quase 11 anos e foi diagnosticada insuficiência renal crónica à cerca de 4 meses. Trocamos logo a ração dela por uma específica no entanto ela não gosta da ração e só a come após muita insistência. Uns dias come, outros não quer comer. Falei com a vet e a mesma disse para complementar c massa cozida mas ela nem assim a come pois sempre foi uma cadela que gostou de comer comidinha gostosa. Tenho receio que emagreça demasiado e entre no estado de anorexia e comece a descompensar. Ajudem me com receitas caseiras pois nãos sei mais o que fazer… Parte me o coração ver a minha pequena triste por não comer e a emagrecer.. Sei que entrando em descompensação dificilmente voltará atrás… Ajudem me p.f…

    • Olá, Luisa!
      O apetite dos cãezinhos com insuficiência renal pode ficar bem “caprichoso” mesmo, e as vezes até mesmo com a dieta caseira, eles nem sempre comem bem. Mas, na maioria dos casos, sem dúvida a aceitação da dieta caseira é melhor do que a da ração – o bichinho já tá dodói e meio sem fome, não quer comida seca e sem gosto né?

      Como a dieta deve ser específica para o cão, considerando o seu peso, idade, e outras doenças intercorrentes, o melhor mesmo é você conseguir uma orientação nutricional para elaborar um cardápio para ela. A nossa sugestão seria você procurar um nutricionista veterinário na sua cidade, ou então veja o site http://www.cachorroverde.com.br/ – eles oferecem consultoria nutricional online, o que pode te facilitar bastante se não houver profissionais especializados onde você mora. Elas com certeza conseguirão te ajudar a preparar uma comidinha caprichada e apropriada para a doença dela.

      Ficamos à disposição!
      Abraço

    • Morgana

      Tow n mesma que vc.

  • Thiara Venturotti

    Minha cachorrinha tem insuficiência renal, porém, não se adaptou a nenhuma ração de tratamento, só quer comer banana e maçã, o veterinário sempre que o questiono não quer me passar uma dieta caseira, eu preciso de uma orientação para que ela não morra de fome.

    • Olá, @thiaraventurotti:disqus!
      Se o seu médico veterinário não passa a dieta caseira, você pode procurar um nutricionista veterinário na sua cidade. Outra opção pode ser o site http://www.cachorroverde.com.br/ , que oferece consultas nutricionais online. Eles podem te ajudar a formular uma dieta adequada para a sua cachorrinha! 😉
      Abraço!

  • HMorbini

    Quais os alimentos mais indicados para cães com problemas renais, além das rações especiais.
    Meu cachorro tem 15 anos, e esta com os níveis de creatinina em 3,84 e ureia em 127.
    Lembrando que ele é cardiopata e toma Enalapril e Furosemida para o controle cardíaco, sob a indicação do veterinário.
    Comecei a tratar ele mudando sua dieta com a ração Renal da Royal Canin, tu tens mais alguma indicação para que possa ajudar ele no seu tratamento, para baixar e controlar os níveis de creatinina e ureia.

    • Olá, HMorbini!

      A dieta dele deverá ser baseada na ração especial, ou, se preferir, pode ser uma dieta caseira prescrita pelo seu médico veterinário ou nutricionista veterinário.

      Como complementação – petiscos, por assim dizer -, o ideal é usar frutas, como banana, maçã sem caroço, mamão,e outras que ele aprecie. Cenouras para roer também são uma boa opção. Não dê uvas, já que elas podem fazer mal aos rins dos cachorros. Você também pode fazer biscoitos caseiros para ele (temos uma receita: http://www.meucaovelhinho.com.br/artigos/nutricao/biscoitos-praticos-versateis-e-deliciosos-para-o-seu-cao-3/ ), ou comprar prontos, mas evite os “bifinhos”, que contêm muita proteína. Evite também dar pedaços de carne, ovos, frango, ou peixe como petiscos, devido ao alto teor de proteínas.

      O nível de proteínas na dieta dele deve ser mínimo, não devendo ultrapassar a quantidade que já contém na ração ou a que for prescrita para a dieta caseira dele.

      Cuide para que ele tenha sempre muita água fresca disponível, já que ele sentirá mais sede e precisará de água para se manter hidratado e estimular os rins a funcionarem.

      Um grande abraço,
      Fico à disposição caso tenha mais alguma dúvida!

      • HMorbini

        Dra. Bárbara

        Grato por suas dicas e informações. =)