9 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre a Acupuntura Para Cães

A acupuntura já existe e vem sendo usada em humanos há milênios, mas apenas recentemente começou a ser aplicada também a animais. Será que ela poderia ajudar o seu cão? Veja abaixo nove coisas que você precisa saber sobre a acupuntura para cães.

1. O que é acupuntura?

A acupuntura é uma forma de tratamento originária da Medicina Tradicional Chinesa, usada para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças. O nome da técnica vem do latim acum, que significa agulha, e punctum, que significa punção. Ela é baseada na teoria de que a energia, chamada de chi ou Qi, flui pelo corpo através de caminhos chamados meridianos.  A acupuntura procura corrigir desequilíbrios no fluxo dessa energia através de punções com moxas e agulhas finas. Atualmente, além das punções, também podem ser associadas outras técnicas, como a aplicação de calor, correntes elétricas, e pressão.

2. Como a acupuntura funciona?

O objetivo da acupuntura é ajudar o corpo a curar a si próprio. Ela melhora a circulação sanguínea, estimula o funcionamento do sistema nervoso, e promove a liberação de substâncias analgésicas e anti-inflamatórias pelo organismo.

3. Para que serve a acupuntura em cães?

As principais indicações da acupuntura para cães incluem:

4. A acupuntura realmente funciona em cães?

Apesar de que estudos científicos ainda não foram capazes de comprovar a eficácia ou a ineficácia da acupuntura em cães, esta especialidade já foi oficialmente reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Da mesma forma, em relação aos humanos, a acupuntura já é considerada uma especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), e a sua eficácia é reconhecida inclusive pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Organização Americana de Hospitais Veterinários (AAHA) inclui a acupuntura como procedimento complementar no controle da dor nas suas Diretrizes Para o Controle da Dor (link em inglês), com base em evidências de sucesso nos tratamentos.

É importante saber, entretanto, que, em diversas situações, a acupuntura não irá curar o cão. Mesmo assim, ela pode auxiliar na recuperação e melhoria da qualidade de vida do cão.

5. Quais são as vantagens da acupuntura?

A acupuntura, quando aplicada corretamente por um profissional treinado, não tem contraindicações ou efeitos adversos, diferentemente da maioria dos medicamentos “normais” (alopáticos). Ela permite a redução da dose de medicamentos, e, em alguns casos, obtém resultados além daqueles que seriam possíveis com as técnicas tradicionais de medicina ocidental. Há casos, por exemplo, de cães paralíticos que não tiveram resultados satisfatórios com cirurgias de coluna, mas que voltaram a andar após o uso da acupuntura.

Ela pode ser aplicada em animais de qualquer sexo e idade, e pode ser útil em casos em que o cão não possa ser submetido a uma cirurgia, ou que esta não surtiu os efeitos desejados. É também uma ótima forma de se prestar cuidados paliativos a cães idosos e com doenças crônicas, fornecendo mais qualidade de vida.

6. A acupuntura pode machucar ou fazer mal ao meu cachorro?

A acupuntura não tem efeitos adversos e nem causa dor, embora alguns animais mais sensíveis possam apresentar desconfortos leves e passageiros. A maioria dos cães aceita bem a acupuntura e relaxa durante as sessões; mas, para aqueles que não permitam o uso das agulhas, também existe a “laserpuntura”, que aplica laser de baixa frequência nos pontos de acupuntura.

A maioria dos cães relaxa e até dorme durante as sessões de acupuntura. Nessa foto, o cãozinho Sammy passa por uma sessão de eletroacupuntura.
Imagem: Vet Emergency and Rehab

7. A acupuntura substitui os tratamentos tradicionais (com medicamentos)?

Para a maioria dos casos, a acupuntura deve ser usada como um tratamento complementar à terapia tradicional (com medicamentos normais), e não uma substituição. Antes de se iniciar a acupuntura, é importante que seja feito um diagnóstico preciso do problema que acomete o cão, pois ela pode mascarar os sintomas, criando a falsa impressão de que está tudo bem.

Caso o seu médico veterinário não seja o mesmo que irá fazer a acupuntura no seu cão, certifique-se de mantê-lo informado a respeito do tratamento e dos eventuais progressos. Não suspenda ou altere as doses de medicações sem antes falar com o seu veterinário.

8. Quantas sessões serão necessárias para o meu cão melhorar?

A quantidade de sessões necessárias pode variar conforme o tipo de problema que o cão tem. Problemas crônicos normalmente precisam de mais sessões do que os agudos. Faça pelo menos três sessões antes de concluir se a acupuntura está ajudando mesmo o seu cão ou não.

No início, as sessões normalmente são semanais, mas, conforme o paciente progride, as sessões podem ser mais espaçadas. Alguns problemas podem se resolver completamente, enquanto outros, mais crônicos, podem precisar de sessões esporádicas de “manutenção”.

9. Todos os veterinários fazem acupuntura?

Não, é necessário um tratamento específico para que um médico veterinário esteja capacitado para aplicar a acupuntura em seus pacientes. Procure por profissionais que possuam o Título de Especialista em Acupuntura Veterinária, conferido pela Associação Brasileira de Acupuntura Veterinária (Abravet). O seu médico veterinário “tradicional” pode ajudá-lo a localizar um acupunturista certificado na sua região.

Autora: Bárbara Gomiero

Formada em Medicina Veterinária pela UFPR em 2006, especialista em Clínica de Pequenos Animais. Apaixonada por cães, tem um amor especial pelos cães idosos, e trabalha para levar conhecimento e informação aos seus tutores, para que esses sejam capazes de proporcionar uma excelente qualidade de vida nessa fase tão delicada de seus cãezinhos.

Comments are closed